Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2013

[Lazarus] - Utilizando Lazarus + Postgres + Ubuntu

Imagem
Uma dica rápida aqui para quem tiver alguma dificuldade na utilização do Lazarus com PostgreSQL no Ubuntu 12.10...


- Preenchi os dados de conexão no componente PQConnection, porém, no momento de conectar, recebi a mensagem "Can not load PostgreSQL client library 'libpq.so'. Check your installation".



- Como possuo o PostgreSQL instalado e configurado logo fui procurar a biblioteca no meu S.O. Procurei usando "locate libpq.so". - Percebi que possuía a biblioteca libpq.so, porém estava sufixada com o número da versão. Sendo assim criei um link para a biblioteca com o nome esperado pelo Lazarus: "sudo ln -s /usr/lib/libpq.so.5 /usr/lib/libpq.so"


- Feito isso fiz novamente a ativação da conexão com o Postgres, que conectou normalmente:


Bom é isso, nada muito complexo, mas apenas para compartilhar caso alguém passe por isso também.

Abraço!

[Inovação] - De onde vem as boas idéias

Imagem
Faz tempo estou para postar este vídeo no blog, por indicação do meu amigo e parceiro de trabalhos Tiago Kochenborger. Este vídeo ele já me mostrou faz algum tempo, mas depois de assistir vi que não podia faltar aqui no blog.
Assistam que vale a pena!

E de vez em quando é bom assistir de novo, para ajudar a manter as idéias fervilhando na mente e também para ajudar a viabilizá-las! ;)

[Kettle] - Ajuste de Memória de Utilização

Quando baixamos o Pentaho Data Integration (Kettle) do site da Comunidade, este vem predefinido com um valor modesto de utilização de memória. Isso ocorre para que seja o mais portável possível em diferentes equipamentos. Mas para que possamos tirar o máximo de proveito do mesmo, podemos customizar o valor de alocação de memória, para melhor se adequar à realidade do nosso projeto.
Para isso basta que ajustemos este valor de memória em 4 arquivos de execução do Pentaho Data Integration: pan.sh (pan.bat no Windows)Este arquivo pode ser utilizado para rodar em background transformações que tenham sido previamente criadas através do modo gráfico (spoon) do PDI. kitchen.sh (kitchen.bat no Windows)Este arquivo pode ser utilizado para rodar em background Jobs previamente criados também através do modo gráfico (spoon) do PDI. spoon.sh (spoon.bat no Windows) Este é o arquivo (script batch de execução) do PDI em modo gráfico, que nos permite desenhar as transformações e Jobs e efetivamente des…

LinkedIn - Estou entre os Top 10% Perfis mais vistos em 2012

Imagem
Boa notícia para um início de 2013... Um incentivo a mais também para retomar as postagens no blog.
Em breve novidades!